sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Não importa o quanto malévolo sejas,

 nunca serás pior do que o próprio Deus

 que o contempla no seu regozijo.  

1 comentário: